El Raval – Barcelona como ela é! parte 1

Por Maria Cristina Horst, em Setembro de 2016.

Nesta viagem, como já conhecíamos o “básico-turístico”de Barcelona, resolvemos explorar um pouco mais, os bairros da Cidade Velha.

El Raval, o antigo bairro Chinês, fica a oeste das Ramblas. Sua origem, data do século XIV, quando o Rei Pedro IV de Aragão mandou construir novas muralhas além dos limites da cidade (Ramblas). Essa nova área serviria para a agricultura e também para a instalação de hospitais, orfanatos e casas de caridade. Com o passar dos anos, o bairro, cada vez mais populoso, foi mudando suas características. A agricultura foi para mais longe e o bairro passou a ter muitas fábricas, as quais tornaram-se o motor industrial e econômico de Barcelona no século XIX. A má reputação do bairro dá-se porque grande parte do século XX, El Raval tinha muita prostituição e delinquência, era uma zona degradada.

Para os Jogos Olímpicos de 1992, a prefeitura revitalizou, criou a Rambla del Raval, e o MACBA (Museu de Arte Contemporânea de Barcelona). É um bairro cheio de mesclas,e talvez, o maior receptor de imigrantes de Barcelona. Esse multiculturalismo da cidade, tem aqui, sua máxima expressão.

Apesar da revitalização, ainda vimos alguns pontos de prostituição, e é preciso ter muita atenção, com batedores de carteiras e celulares.

RAMBLA EL RAVAL

Destaca-se por belas palmeiras e uma escultura de gato de Botero.

wp_20160917_11_16_44_pro

BARCELÓ 360 GRAUS

Terraço, com vista em 360 graus, no último andar do Hotel Barceló El Raval.

A vista é muito linda, e à noite, nos finais de semana de verão, o terraço vira um ponto de encontro de jovens, com direito a DJ à beira da pequena piscina.

wp_20160918_14_57_46_pro

wp_20160919_18_30_48_pro-1

wp_20160917_20_52_46_pro-1

SANT PAUL DEL CAMP

Linda igreja românica que  data em torno de 911 e é um dos templos mais antigos da cidade. Estava nessa época fora das muralhas da cidade e sofria constantes invasões e várias vezes foi restaurada. No final do século XI, transformou-se numa pequena igreja dedicada a São Paulo. No século XIV, quando as novas muralhas foram erguidas, ela finalmente foi englobada dentro da cidade. Em 1835, a comunidade abandonou San Pablo del Camp, com a lei do confisco secularização (perda gradual de relevância da religião sobre os diversos aspectos da vida social moderna). Posteriormente, o mosteiro passou por vários usos como escola e até quartel. Em 1879, foi declarado Monumento Nacional.

Fomos na missa no domingo pela manhã. O rito, em espanhol, é como o da igreja católica tradicional. Foi muito bonito. Achei muito interessante, que no final da missa, o padre sai pelo corredor central, fica na porta principal e cumprimenta os fiéis. Depois da missa, tem visitas guiadas pelo Monastério

A igreja fica na Carrer de Sant Pau, 101. Dá para consultar os horários de missa pelo site: http://www.arquebisbatbarcelona.cat/node/443

wp_20160918_12_44_02_pro-1

MACBA

O museu de Arte Contemporânea de Barcelona é uma construção muito bonita. O prédio é do arquiteto americano Richard Meier, que tinha como objetivo unir a arte contemporânea exposta no interior do museu e os prédios históricos que o rodeiam. A cor branca é usada dentro e fora do prédio. O uso de grandes superfícies envidraçadas confere especial luminosidade ao interior do museu, onde as linhas retas e curvas se alternam.

Confesso que não me encantei com o que estava exposto, mas o prédio e o espaço em frente é muito agradável, com muitas crianças brincando, jovens com skates e outras tribos urbanas.

http://www.macba.cat/es/inicio

BOQUERIA

O mercado mais movimentado da cidade, onde você pode encontrar os mais diversos tipos de carnes, peixes, frutas, verduras e temperos. Cada vez que volto lá, a impressão que tenho é de ele esta cada vez mais cheio de gente! Mas, a diversidade e qualidade do que é vendido, continuam iguais. Não recomendo os restaurantes do mercado.

Resolvemos comprar uns cones de presunto cru e queijo manchego, e fazer uma parada numa tranquila bodega, quase ao lado do mercado. O rapaz que nos atendeu foi muito atencioso e nos explicou muito sobre os vinhos espanhóis. E é dele o título desse post: Barcelona como ela é!, pois ficou impressionado por não estarmos hospedadas em um local mais turístico.

No dia de pegarmos nosso voo de volta ao Brasil, já tendo comprado uma mala “chinesa” para despachar os vinhos, voltamos à Bodega, mas descobrimos que não abre na segunda-feira pela manhã. Resolvemos comprar na Boqueria. Surpresa nossa, quando o mesmo rapaz, estava atendendo a bodega de dentro do mercado, e ainda foi buscar em sua outra loja os vinhos que não tinham ali no mercado.

wp_20160919_11_16_58_pro-1

PALLAU GUELL

O primeiro edifício de destaque de Gaudí no centro da cidade, estabeleceu sua reputação internacional.O Pallau Güell (1886-1890) é um magnífico exemplo da arquitetura doméstica no contexto do modernismo. Foi habitado pela família Güell i Lopez. Na rua estreita e em uma área pequena, é difícil observar a fachada, mas do lado de dentro, Gaudí criou a sensação de espaço usando biombos e galerias.

http://www.palauguell.cat/venha-ao-palacio

wp_20160918_15_34_36_pro

GRAN TEATRE DEL LICEU

Construído em 1847, na Rambla de Barcelona, é um teatro de ópera e que ao longo dos anos tem mantido sua função como centro cultural e artístico. É um dos símbolos da cidade.

http://www.liceubarcelona.cat/es

liceu
Foto retirada do site: https://www.aspasios.com/blog/p4114

ONDE FICAR:

Para explorarmos a Cidade Velha, ficamos hospedadas, eu e minha prima , no Hotel Barceló El Raval. Pagamos 85 euros a diária. Muito bom o preço para Barcelona, uma cidade com Hotéis sempre muito caros. As camas e rouparias de excelente qualidade e ainda tem menu de travesseiros e de aromas para perfumar o quarto.

Booking – Barceló Raval

Hotel Barceló Raval

Tudo o que comemos no Restaurante do Hotel era de muita qualidade e servido com muito capricho. Muito moderna as dependências e, à noite, sempre movimentada, com muitos casais, amigos comemorando aniversário, e também alguns hóspedes, que na maioria eram jovens.

img_569

Aos domingos, é servido um brunch, com direito a um drink no terraço. A vista de 360 graus, é realmente muito bonita, vale a pena conhecer!

wp_20160919_12_18_07_pro-1

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s